Descubra a idade escolar ideal para o seu filho

Costumamos receber muitas dúvidas dos pais quanto a melhor idade escolar para matricular seus filhos na Educação Infantil. Vamos te ajudar a entender o trabalho realizado aqui na escola, nesse segmento, para que você saiba escolher o que considera melhor para ele e para a sua família.


A​ Educação Infantil​ é destacada por pedagogos e profissionais da educação como uma etapa importante para o desenvolvimento dos bebês e das crianças.
Desde meses de idade, a BNCC estabelece que os pequenos alunos tem os seguintes direitos de aprendizado: conviver, brincar, participar, explorar, expressar e conhecer-se.


Desde bem pequenininhos, além do cuidado básico oferecido pela nossa equipe – como banho, carinho, segurança e alimentação – a creche também é responsável por estimular o aprendizado e desenvolvimento integral da criança, o que inclui aspectos cognitivos, psicomotores, emocionais e sociais. Por lei, a matrícula escolar precisa ser realizada até que a criança tenha 4 anos, mas vamos explicar o que é feito em cada série do Ensino Infantil, para que você saiba, de fato, escolher o que considera melhor para o seu filho:


– Berçário (De 0 a 2 anos):
É durante essa fase da vida que o bebê começa a reconhecer os limites do seu corpo e a se relacionar com o mundo.Esse trabalho é realizado a partir de estímulos sensoriais, motores, jogos e brincadeiras, com o incentivo e direcionamento da nossa equipe.Além disso, com a orientação da nossa nutricionista, realizamos a introdução alimentar nos alunos, fornecendo refeições equilibradas e saudáveis para essa fase importante da vida dos pequenos.


– Maternal (De 2 a 4 anos):
Nessa etapa, desenvolvemos habilidades nas crianças através de brincadeiras e exercícios que estimulam:

  • Criatividade e imaginação;
  • Reconhecimento de números, operações e contagens orais, e as noções espaciais;
  • Comunicação e expressão;
  • Movimento e equilíbrio;
  • Reconhecer letras;
  • Desenvolver noções de grandeza, posição, direção, sentido e tempo;
  • Construir e aceitar as normas de convivência.

– Pré I (De 4 a 5 anos):
Nessa fase, o foco do nosso trabalho está em estimular às crianças a conquistar:

  • Consciência fonológica;
  • Maior controle dos seus movimentos e coordenação;
  • Percepção de conceitos espaciais e comparação de quantidade e grandezas;
  • Diferenciar letras de números;
  • Adquirir vocabulário mais rico e complexo;
  • Expressar os seus sentimentos e sensações verbal e corporalmente.

– Pré II (5 anos):
Nessa etapa, estimulamos as seguintes habilidades:

  • Consciência fonológica;
  • Realizar operações matemáticas simples, como soma e subtração;
  • Coordenação motora grossa (correr, pular) e fina (desenhar, pintar) bem controladas;
  • Compreender e gerenciar os próprios sentimentos;
  • Conviver em sociedade, seguindo as regras estabelecidas.

Além disso, em todas as séries nossos alunos também desfrutam de:

  • Atividades extras diversificadas incluídas na grade curricular da Escola Infantil: Educação Física, Natação, Dança, Música, Judô, Inglês, Projeto Little Maker e Orientação Nutricional;
  • Professoras experientes e preparadas para uma assessoria focada no desenvolvimento de habilidades e competências;
  • Ambiente escolar amplo, piscina, quadras poliesportivas, com recursos naturais diferenciados (árvores frutíferas, horta, campo gramado, folhagens e flores diversas, lago com peixes, etc.).

Tudo isso para estimular, cada vez mais, as habilidades essenciais que as crianças precisarão para alcançar uma vida plena, no futuro.


#berçáriofreguesia#criançade2anos#criançade3anos#criançade4anos#criançade5anos#coordenaçãomotorafina#coordenaçãomotoragrossa#crechejacarepaguá#berçáriojacarapaguá#crechefreguesia

Atividade para Alfabetização: Detetives da Letra L

Nessa última semana, os alunos do Pré II viraram verdadeiros detetives.
Trajados com seus jalecos, lupas e lanternas, que eles próprios produziram, investigaram pela escola as palavras que possuem o som da letra L.


Essa atividade tem o objetivo de estimular a consciência fonológica, e desenvolver habilidades importantes para o processo de alfabetização das nossas crianças.


Que tal você fazer investir nessa aventura também? Temos certeza que o seu filho vai curtir e aprender muito com ela.


Essa atividade é recomendada para crianças de 6 anos, que estão em processo de alfabetização, que seguem o método da Consciência Fonológica e que já conhecem o som da letra L.


Para isso, você só vai precisar de:
– Criatividade;- Animação;- Objetos que comecem com a letra L;- Plaquinhas com o nome do objeto que foi selecionado, por escrito.


Modo de fazer:
01) Separe os objetos que encontrar que comecem com a letra L. Ex.: laranja, leque, lanterna, lupa, lápis…
02) Espalhe-os pela casa ou no local que preferir realizar a atividade, para que as crianças possam ser as detetives que irão procurá-los.
03) Onde você colocar os objetos, coloque também uma plaquinha com o nome daquilo que escolheu, marcando a letra L, para dar ênfase ao que estão aprendendo;
04) Peça para as crianças se preparem, pois virarão verdadeiros detetives. Entre no mundo da fantasia com elas e peça que comecem a procurar os objetos escondidos.
05) Comemorem cada objeto encontrado e ressalte o som da letra L no nome do mesmo.


Ganha quem encontrar mais objetos.
Esperamos que vocês se divirtam juntos nessa atividade que encantou os nossos alunos essa semana!
#alfabetizaçãoeletramento#ensinaraler#educarfilhos#alfabetização#consciênciafonológica#crecheescola

Os benefícios do Judô na Educação Infantil

Vocês sabiam que a UNESCO declara o Judô como melhor esporte como formação inicial para as crianças e jovens de 4 a 21 anos, permitindo uma educação física integral e promovendo melhoras psicomotoras e de relacionamento interpessoal?

É claro que cada faixa etária tem suas características específicas e especiais no desenvolvimento que devem ser respeitadas. Para cada fase deve ser trabalhada uma metodologia diferente, levando a criança a ter prazer e bem-estar nas atividades.

Mas vamos deixar registrado aqui alguns benefícios específicos do Judô para as crianças:


– Coordenação, força, agilidade, equilíbrio, resistência, noção de espaço, expressão corporal e flexibilidade;
– Desenvolvimento intelectual;
– Autocontrole, sociabilidade, respeito, disciplina, autoconfiança e redução da timidez;
– Responsabilidade e conhecimento de uma nova cultura.


No Camões-Pinochio essa prática é oferecida na grade da Educação Infantil com sucesso absoluto!


Venha conferir!

A importância da coordenação motora para a Educação Infantil

As habilidades, nas crianças, são estimuladas desde que elas saem da barriga da mãe. Desde quando tentam sustentar a cabeça, quando bebês, até o momento que aprendem o movimento de pinça, estão respondendo a incentivos que precisam ser realizados pelos pais e pela escola.


Essa é uma das grandes questões que muitos pais não percebem e não avaliam ao escolher uma escola. Esse trabalho fará toda a diferença no futuro dos pequenos e precisa ser considerado antes da matrícula escolar ser realizada.


Pensando nisso, a fim de que os pais saibam o que precisa ser feito nessa etapa, separamos abaixo 3 exemplos de atividades que realizamos aqui na escola e que podem ser realizadas onde desejarem, para estimular cada vez mais essa habilidade nas crianças:


01) Circuitos
Nessa atividade, ideal para crianças de 1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses, podemos enfileirar objetos, posicionar obstáculos e fazer zigue-zagues no chão com fitas coloridas ou algum outro material.
Em seguida, convide a criança para cumprir o trajeto, orientando que ele pule algum obstáculo, se abaixe, conforme necessidade.


02) Brincar com bijuterias
Produzir colares, anéis com bijuterias ou até mesmo usando um barbante e canudo, ajudam a criança a desenvolver a coordenação motora fina desde bem cedo.


03) Brincar de separar milho do feijão ou realizar uma pintura com cotonete
São exemplos de atividades que desenvolvem essa habilidade nos nossos bebês e crianças.

Atividade de pré-alfabetização para crianças de 5 anos

Na pré-escola apresentamos às crianças o som das letras, trabalhando assim a consciência fonológica com elas. Essa etapa é essencial para que o processo de alfabetização dos alunos seja realizado com excelência.
Por isso, separamos uma atividade bem simples que realizamos aqui na escola, para que você também possa replicá-la de onde quiser: em casa com a família ou com os amigos em um parque.


Piquenique das Vogais


Para essa atividade, você só precisará de:
– Local aberto (de preferência próximo a natureza);
– Toalha para forrar o chão para dispor os alimentos;- Canga/Almofadas para forrar o chão para vocês poderem se acomodar;
– Diversos alimentos que tenham a primeira letra começando com uma vogal;
– Etiquetas para separar os alimentos de acordo com a letra inicial dos mesmos;
– Muita animação para viver esse momento que poderá ser inesquecível na vida do seu filho.


No dia:
01) Organize os alimentos:Separando-os conforme as suas letras iniciais. Ou seja, junte os alimentos que começam com a letra “A” e separe-os dos demais, e vá assim por diante.


02) Antes de vocês desfrutarem do lanche que foi preparado:Mostre com empolgação que as vogais que ele tem aprendido estão presentes na comida que vocês vão apreciar.


03) Peça para o seu filho:Nomear cada um dos alimentos e reproduzir o som que a primeira letra daquele alimento faz.


04) Sinalize para a criança então:Que o som de cada uma das letras é diferente. Brinquem de pensar em outras palavras que também começam com esse som.


05) Desfrutem:Do dia, do lanche e do aprendizado que vocês viveram juntos. Essas memórias ficarão guardadas nos seus corações pra sempre.

Esperamos que gostem dessa dica. Para mais atividades como essa, continuem ligados no CamoNews.

Como o suporte de uma escola melhora a vida dos seus alunos?

Com certeza você conhece alguém que já precisou de ajuda pra conseguir fazer algo e que justo neste momento não teve o amparo que precisava.


Hoje vamos te contar como conseguimos melhorar o nosso suporte.


Todas as escolas do mundo estão prestando um serviço ao receber as crianças em seus espaços.


Mas elas não estão apenas oferecendo um serviço para as centenas de alunos que vão às aulas todos os dias, mas também aos seus responsáveis.


Como num casamento, quando uma criança é matriculada em um lugar, ela vem com um pacote.


E é esse olhar que faz toda a diferença no resultado final do trabalho da escola.


Pensando nisso, estamos diariamente conectados nos mais diversos aplicativos, visando assim atender com excelência a todos que confiam no nosso trabalho.
Pra você ter uma ideia, fizemos as contas e chegamos a média de 170 atendimentos de suporte POR DIA.


Isso quer dizer que, aproximadamente, todos os dias recebemos, respondemos e resolvemos:

  • 50 mensagens na agenda digital;
  • 60 telefonemas;
  • 40 e-mails;
  • 15 directs;
  • 5 mensagens no chat do site da escola.

Isso tudo é apenas uma média de tudo que respondemos, sobre os mais diversos assuntos possíveis.


Se tivéssemos que resumir em uma frase, diríamos que: o suporte de uma escola melhora a vida dos alunos quando ele está realmente preocupado em resolver alguma dificuldade que a família está encontrando.


Como, por exemplo, no caso do responsável do João Leorde, aluno do 3º ano, que no início do ano teve dificuldade para acessar as aulas ao vivo.


Nosso suporte não descansou enquanto não resolveu a questão dele.


Foram dias seguidos que trabalhamos para entender o que estava acontecendo, com foco na resolução da situação.


Mesmo que distantes fisicamente, assumimos a responsabilidade e fizemos o nosso melhor, como costumamos fazer todos os dias ao levantarmos da cama para vir trabalhar.


Você conhece algum suporte como o nosso? Agenda agora mesmo uma visita e usufrua desse e dos outros milhares dos nossos benefícios.

O que ler para o seu filho?

Que ler é importante todos nós sabemos, mas ler por ler nunca fez muita diferença na vida de ninguém. Ensinar uma criança a ler sempre é desafiador, mas neste post vamos te ajudar a escolher os livros certos para o seu filho, que vão te ajudar a torná-lo uma pessoa melhor.


Nós costumamos ler muito mais do que imaginamos. Você sabe dizer quantos posts você lê no Instagram? Quantos e-mails? Quantas placas de sinalização de trânsito?


Provavelmente a sua resposta para essas perguntas é: muito mais do que eu possa contar.


E tá tudo bem.


Mas a questão é: essas leituras estão te fazendo ficar mais inteligente? Mais maduro?


E se pensarmos na educação dos nossos filhos com essa mesma reflexão?
Será mesmo que os textos das propagandas que eles veem na televisão e as mensagens que recebem pelo Whatsapp o tornam uma pessoa melhor?
Pensando nisso, o Camões-Pinochio em parceria com a Árvore de Livros, oferece aos seus alunos um aplicativo com mais de 30 mil livros, que te ajudam a tornar o seu filho uma pessoa melhor.


A essa altura você pode estar pensando: “Ok, isso é ótimo! Mas como eu sei qual livro é melhor pra ele?”


A resposta é simples.


Os livros, assim como tudo que você for apresentar pra ele, precisam estar vinculados aos valores da sua família.
Por isso, se solidariedade, por exemplo, é um valor importante para a sua família, você precisa procurar por livros que tenham esse conteúdo nas suas páginas.


Dessa maneira, o seu filho terá um personagem para se encantar, se inspirar e modelar de acordo com o exemplo do que você sabe que é melhor pra ele.
É desse jeito que você vai descobrir o que ler e apresentar pra ele.


Se o seu filho tem 2 ou 15 anos, não tem diferença. Ele precisa desses exemplos para ter o caráter moldado ao longo da trajetória que todos nós caminhamos, chamada: vida.


Por isso, não perca tempo. Liste agora mesmo os valores que são importantes pra vocês e encontre esses exemplos inspiradores na Árvore de Livros.
Você não vai se arrepender.


Caso esse post tenha te ajudado a fazer melhores escolhas para o seu filho, ajude outra pessoa também.


Copie o link desse texto e envie-o para alguém que você ama.

O papel da escola no Maternal I e II

A Educação Infantil é uma fase caracterizada pela ampliação de relacionamentos e conhecimentos da criança fora do contexto familiar. Cabe a equipe escolar oferecer os cuidados específicos para que seja uma experiência positiva e promissora para pais e alunos.Em sua rotina, a criança entre 4 meses a 3 anos demanda cuidados diferenciados e os professores têm a importante tarefa de cuidar, trocar fraldas, alimentar, higienizar, estimular o aprendizado e monitorar o período de sono. Nesta fase, a parceria entre a escola e a família será essencial para que bons resultados sejam alcançados.

Ao longo das atividades escolares o professor estará sempre atento para identificar os progressos dos alunos e, encontrando dificuldades específicas, conduzirá as estratégias de melhoria. A melhor maneira de identificar e ampliar as habilidades infantis é, sem dúvida, por meio de brincadeiras, atividades musicais e de movimentos, exploração do ambiente, etc.

O acompanhamento do desempenho dos alunos na educação infantil aborda aspectos essenciais para a estruturação das etapas escolares futuras, tais como:

  • Atenção;
  • Concentração;
  • Coordenação motora;
  • Equilíbrio;
  • Memória;
  • Raciocínio-lógico;
  • Expressividade;
  • Força;
  • Flexibilidade.

No Camões-Pinochio, as atividades da educação infantil proporcionam aos alunos o acesso a diferentes experiências que incentivem a curiosidade e a imaginação.

O papel da nossa equipe é bastante amplo e exige qualificação e estudo constante, além de dedicação, amor e vontade de oferecer o melhor para o desenvolvimento saudável e feliz de nossos alunos.

Como garantir que o seu filho tenha sucesso na alfabetização

Defina um horário de estudos com ele, de acordo com o tempo que o seu filho consegue manter-se atento.Comece assim e vá aumentando esse tempo gradualmente.

01) Comece pelo som. O melhor jeito de alfabetizar o seu filho é por meio da consciência fonológica:Comece falando sobre os sons das letras. Enfatize o som inicial das imagens, dos objetos e dos nomes dos seus familiares.
Brinque: “Caramba, você já reparou que o som inicial do seu nome é igual o da sua amiga?”

02) Apresente a relação fonema x grafema:Aqui você apresentará para o seu filho quais são as letras por trás dos sons que ele já conhece.
Repita várias vezes e de diferentes maneiras esse exercício. A repetição é muito importante em todas as etapas da alfabetização.

03) SilabaçãoDepois disso, o foco do trabalho é juntar esses sons. Naturalmente, as crianças vão percebendo que eles se conectam.
Para ajudar nesse processo, faça essa atividade:

  • Separe alguns blocos de encaixe e escreva uma letra em cada uma de suas faces. Em alguns escreva somente consoantes, em outros somente vogais;
  • Encaixe blocos de consoantes e vogais alternadamente para formar palavras com a estrutura consoante-vogal-consoante-vogal;
  • Pergunte à criança quantas palavras ela consegue formar com aquelas letras.

Caso precise de alguma ajuda, não hesite em nos procurar!

Como preparar a pré-alfabetização do seu filho

Você sabe qual é o benefício de ler em voz alta para as crianças, principalmente na etapa que antecede a época em que estamos alfabetizando elas?


Se você seguir esse passo-a-passo, pode ter certeza de que seu filho vai deslanchar no processo de alfabetização e ler com fluência, quando for a hora dele.


Quando o assunto é educação, sabemos que o exemplo arrasta.


Um menino que sonha em ser jogador de futebol não cultiva esse sonho porque ouviu alguém falar sobre os jogos, mas antes porque viu alguém jogando.


Dessa maneira, se você quer que seu filho tenha o hábito da leitura, ele precisa ter contato com um leitor de verdade, de carne e osso.


E esse exemplo precisa ser de alguém próximo a ele, que tenha direta influência com ele, que ele ame e admire: você.


Mas só isso não é suficiente.


A primeira coisa a fazer é escolher um livro.


Essa escolha é uma responsabilidade sua e precisa ser feita de forma cautelosa não apenas ilustrativa. São com os livros que valores e virtudes vão sendo cultivados.


– Dicas para crianças de 6 a 12 meses:
Escolha um livro com ilustrações, que chame a atenção da criança, e lhe dê a oportunidade de manipular e folhear o livro. O contato manual é importante para as crianças, é por meio dele que elas conhecem o mundo.

Para os bebês, livros de pano ou aqueles fofinhos de banho, que possuem um material diferenciado, são uma boa opção para auxiliar nesse processo.

Depois disso, é preciso começar a ler a história.


Leia uma primeira vez, mostrando as imagens para a criança. Após a leitura, passe então para a descrição das cenas presentes no livro.
Faça uma descrição detalhada de cada cena.


Caso seu filho já saiba falar, comece o processo de nomeação.
Peça pra ele mostrar os objetos e figuras que estão dispostas no livro. Ou então pergunte onde está algo, assim você também estimula a oralidade dele.
A segunda etapa é a evocação.


Estimule que ela imagine uma cena que, mesmo que não esteja desenhada na página observada, contribuiu para que aquilo acontecesse, por exemplo, digamos que na história uma menina acordou e foi logo passear com os pais. Pergunte a ele e estimule que ele diga o que aconteceu nesse meio tempo. Como, por exemplo: “Será que antes de sair ele escovou os dentes? O que mais ela precisou fazer antes de sair?”


Com isso, você desenvolverá a linguagem evocativa.


Na leitura em voz alta você pode aplicar também ainda outra técnica: a dramatização.


Isso estimula muito a imaginação e criatividade delas, além de ser um momento de muita diversão e descontração para vocês dois.


Fora que quando você lê um livro para uma criança, ela tem contato com um vocabulário muito mais rico do que aquele que usamos no nosso dia-a-dia.
Aproveitem e curtam esses momentos juntos.